10 termos de envio todos os expedidores internacionais devem saber

Jan 24, 2022
admin

COD, CYCY, DM, e DT. Dizer o quê? Para um ouvido destreinado, isto é apenas uma algaraviada. Para os remetentes internacionais, no entanto, é uma história diferente. A compreensão dos termos de envio é absolutamente crucial quando se transporta mercadorias através do globo. Dito isto, não é fácil lembrar exatamente o que significam as várias abreviações. Felizmente, nós criamos este guia de referência rápida para você retornar sempre que a memória falhar.

A importância de entender os termos de envio
Antes de entrarmos em detalhes sobre os termos de envio mais usados e o que eles representam, vamos dar uma olhada rápida na importância de entender os termos de envio.

A expedição de mercadorias pelo mundo é muito mais complexa do que apenas transportar um objeto do ponto A para o B. Há uma série de procedimentos e regulamentos em vigor para garantir que as mercadorias sejam entregues com segurança ao seu destino final.

A manutenção da terminologia de expedição é crucial, pois estes termos desempenham um papel fundamental para todos os envolvidos no processo de expedição. Ao entender termos importantes, você pode evitar mal-entendidos e minimizar erros na cadeia de fornecimento.

Agora, vamos dar uma olhada em alguns dos termos de transporte mais comumente usados que todo embarcador deve conhecer.

1. Incoterms – International Commercial Terms
Quando compra ou vende mercadoria, a mercadoria precisa ser movida da sua origem para o seu destino. A melhor maneira de fazer isso é negociar no ponto de compra como vai ser feito. Mas para que ambas as partes entendam e concordem com os detalhes, elas têm que falar a mesma língua e concordar com o que os termos realmente significam.

Incoterms é a abreviação de International Commercial Terms. Eles são uma série de termos comerciais pré-definidos publicados pela Câmara de Comércio Internacional. Os termos destinam-se principalmente a comunicar claramente as tarefas, custos e riscos associados ao transporte e entrega de mercadorias.

Pode encontrar os Incoterms para 2020 aqui.

2. COD – Change Of Destination
Imagine que as suas mercadorias foram carregadas num navio porta-contentores e estão agora a caminho do seu destino. E por alguma razão, você percebe que tem que mudar o destino!

Não é preciso entrar em pânico. É quando é hora de solicitar uma COD – uma Mudança de Destino. Esta é uma solicitação pedindo ao navio de containers para descarregar seu container e transportar sua mercadoria para outro destino que não o originalmente reservado.

3. CYCY – Container Yard to Container Yard
CYCY é a abreviação de Container Yard To Container Yard. Um pátio de contêineres é uma instalação portuária onde os contêineres são armazenados antes de serem carregados em um navio ou após terem sido descarregados de um navio. O termo de transporte CYCY explica que a responsabilidade do transportador começa (porto de carga) e termina (porto de descarga) no pátio de contêineres.

4. DM – Demurrage
Demurrage é uma taxa que as linhas de contêineres cobram quando você não pegou seus contêineres importados a tempo. Quando seus contêineres tiverem sido descarregados, há um período livre para armazená-los no porto (fornecido pela linha de contêineres). Você tem que retirar seus contêineres antes que o período livre expire. Caso contrário, você será cobrado pelo número de dias que seus contêineres foram deixados no porto.

Você também pode ser cobrado por taxas de sobreestadia se tiver contêineres que não podem ser despachados pela linha de contêineres devido, por exemplo, a problemas alfandegários. Você será então cobrado pelo número de dias que seus contêineres têm que ser armazenados no porto.

5. Rollover – O container nunca foi carregado no navio
Por vezes acontece que os containers são rolados. Isto significa que o seu contentor não foi feito no navio. Não ter seu contêiner carregado no navio pode acontecer devido a problemas alfandegários, overbooking, ou omissões do navio.

A sua transportadora irá remarcar seu embarque e colocar seu contêiner no próximo navio de partida.

6. DT – Detenção
Detenção é uma taxa que você tem que pagar se você pegou seus contêineres importados mas não os devolveu à linha de embarque a tempo. Você terá então que pagar pelo número extra de dias que levou para devolver os contêineres. Você também pode ser cobrado por taxas de demurrage se você tiver contêineres que não podem ser enviados pela linha de transporte porque você não os devolveu a tempo. Você terá então que pagar pelo número extra de dias que os contêineres estiveram em sua posse.

7. Armazenamento no Porto
Quando seus contêineres foram descarregados de um navio, eles são movidos para um pátio de contêineres. O porto proporciona um período livre de armazenamento (não confundir com o período livre de demurrage proporcionado pelas linhas de contêineres). Durante esse período, você tem tempo para cuidar dos procedimentos de desembaraço aduaneiro e transportar suas mercadorias para um armazém ou para o destino final. Isso é importante para os portos, pois a falta de espaço pode afetar a produtividade do porto e causar o congestionamento do porto. Se você não desembaraçar suas mercadorias e mover seus contêineres a tempo, o porto pode cobrar pelo Armazenamento Portuário.

8. FCL (Full Container Load) & LCL (Less than Container Load)
FCL é a abreviação de Full Container Load. Isto significa que você tem mercadorias suficientes para encher um container inteiro. LCL é basicamente o oposto. É a abreviação de Less than Container Load e significa que você não tem mercadorias suficientes para encher um contêiner inteiro. Em vez disso, a sua remessa individual é combinada e enviada juntamente com outras remessas no mesmo container. No porto de destino, as remessas são separadas novamente em suas remessas individuais originais.

LCL é muitas vezes benéfico para pequenas ou médias empresas que não têm volumes muito grandes de mercadorias, mas não podem se dar ao luxo de perder os prazos de entrega. Muitas vezes permite economias nos custos de frete, uma vez que as mercadorias são enviadas a taxas mais baixas. A partilha de espaço também torna a LCL uma alternativa ecológica.

9. Conhecimento de embarque
O conhecimento de embarque é um documento legal emitido por um transportador para um expedidor incluindo detalhes de embarque como tipo de mercadoria, quantidade, taxa de frete e destino. Ele representa o acordo entre as partes envolvidas e ajuda a garantir que os exportadores recebam seu pagamento e os importadores recebam suas mercadorias. O conhecimento de embarque também serve como recibo de transporte.

10. Recheio & Descarga
O último termo de remessa que vou compartilhar com você é o mais direto: O recheio é o processo de carregar um contentor com mercadorias soltas antes do embarque. Stripping é o processo de descarga de um contêiner quando ele chega ao porto. Tão simples quanto isso!
Source: Greencarrier (https://blog.greencarrier.com/10-shipping-terms-every-international-shipper-should-know/)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.